Como Tirar CPF Grátis

O Cadastro de Pessoa Física, ou CPF, é um documento importante pra qualquer cidadão em idade de voto ou que deseje entrar no mercado de trabalho.

É através dele que são cotados e concedidos registros, benefícios e demais situações como o cadastro de reserva militar ou a quitação eleitoral.

No entanto, é comum que brasileiros menores de 14 ou 16 anos não exijam a documentação até que decidam entrar no mercado de trabalho ou, de fato, votar.

Por isso, não é tão incomum encontrar jovens que ainda não possuem seu CPF, dado que a obrigatoriedade desse fim começa ao completar os 18 anos.

Geralmente, quem planeja tirar seu CPF paga uma taxa e precisa agendar com antecedência todo o procedimento que, mesmo por ordem chegada, pode chegar a demorar pelo menos um turno protocolado.

Ainda, é possível que seja necessária mais de uma visita ao Instituto de Idendificação e Correios para que tudo esteja atualizado em um único documento.

Mas, felizmente, como o Governo não pode parar por inteiro em prol do novo vírus, uma oportunidade única apareceu: a de tirar seu CPF por e-mail, sem precisar sair de casa ou ter dor de cabeça.

Como funciona? Descubra agora e aproveite essa oportunidade em tempos de isolamento social.

Pra que serve o CPF?

CPF
Como Tirar CPF Grátis pelo e-mail da Receita Federal (Foto: Reprodução Receita Federal)

O Cadastro de Pessoa Física, ou CPF, é praticamente um documento que te identifica como contribuinte para a Receita Federal.

Inclusive, é através dele que são contabilizadas cobranças e registros nos órgãos de proteção ao crédito são realizados.

Obrigatoriamente, ao completar seus 18 anos – que é quando você deixa de ser um dependente oficialmente – você vai precisar tirar o seu.

Cada pessoa recebe um código único e intransferível por toda a vida e, sem exceções, ele precisa ser apresentado caso você queira:

  • Comprovar quitação eleitoral;
  • Cursar uma faculdade;
  • Entrar com o recurso de cadastro militar de reserva;
  • Abrir uma conta no banco ou pedir um cartão de crédito;
  • Comprar, construir ou alugar uma casa;
  • Fazer cadastro em órgãos fornecedores de energia elétrica ou água;
  • Declarar Imposto de Renda;
  • Trabalhar em regime CLT (carteira assinada) e receber os benefícios que vêm com o FGTS; ou se
  • Cadastrar seus familiares e você em programas do Governo.

Simplificando: hoje, é impossível fazer qualquer coisa sem ao menos seu Registro Geral ou CPF, sendo este segundo o mais requisitado em praticamente todas as transações.

Onde ou Como eu faço o meu?

Geralmente, quem já tem seu Registro Geral, mas, não seu CPF, deve ir às Agências dos Correios, pagar uma taxa e emitir seu número, que sai na hora.

Não existe obrigatoriedade em andar com o cartão, mas, você pode optar por ele pagando um adicional na própria agência.

A depender da disponibilidade, eles podem enviar o cartão pelos correios ou te fazer esperar um pouco pela impressão. Varia de agência para agência.

Ainda, depois de emitido seu CPF, você também pode voltar ao Instituto da Identificação do seu estado e pedir por uma segunda via do RG.

Essa segunda via já vai constar o número impresso do CPF que você vai fornecer durante o processo.

É outra alternativa pra quem não quer decorar ou pedir por um documento adicional.

É possível emitir meu CPF pela Internet?

Receita ensina a regularizar o CPF por e-mail
Como Tirar CPF Grátis pelo e-mail da Receita Federal (Foto: Reprodução Receita Federal)

Sem dúvidas. Você pode fazer isso entrando no site dos Correios ou da Receita Federal.

Mas, ultimamente, frente ao problema constado no recebimento do Auxílio Emergencial pela falta de cadastros de CPF, uma nova modalidade se apresentou: a emissão do CPF de maneira gratuita vide e-mail.

Basta enviar os documentos necessários para e-mails específicos corporativos de jurisdição de cada Estado.

Sendo assim, é necessário enviar:

  1. Documento de identificação
  • Para maiores de 16 anos: RG atualizado ou Certidão de Casamento ou Nascimento. Também são aceitos Passaporte ou outro documento oficial de identificação que comprove naturalidade, filiação e data de nascimento.
  • Para menores de 16 anos: RG ou Certidão de Nascimento do Menor e RG do Responsável (pai, mãe ou tutor/guardião judicial com termo de tutela/guarda) ou passaporte ou outro documento que comprove naturalidade, filiação e data de nascimento.

2.Título de eleitor (facultativo);

3.Comprovante de endereço;

4.Foto de rosto (selfie) do interessado ou responsável segurando o documento de identidade aberto (frente e verso), onde deverá aparecer a fotografia e o número do documento legível.

Pra onde eu envio meus documentos pro CPF?

Por fim, segundo a Receita Federal, basta enviar a documentação solicitada para os seguintes e-mails corporativos de jurisdição de cada Estado:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *