CadÚnico – Como saber se estou cadastrado?

Para saber se possui ou não inscrição no Cadastro Único (CadÚnico), basta o cidadão realizar procedimentos simples de consulta e verificação, seja pelo aplicativo, site do governo ou pelo telefone. Atualmente, a plataforma assistencial coleta dados e informações de famílias brasileiras para sua inclusão em programas sociais, como por exemplo, o auxílio emergencial e o Bolsa Família.

Neste artigo, você confere todas as formas de verificação do CadÚnico, para saber se há ou não um cadastro ativo. Caso você já tenha o cadastro, também é possível obter o Número de Identificação Social (NIS).

O que é o Cadastro Único (CadÚnico)?

Saiba que o Cadastro Único (CadÚnico) é uma ferramenta criada pelo governo na tentativa de identificar as famílias brasileiras de baixa renda. Dessa forma, os usuários cadastrados passam a fazer parte dos programas de políticas públicas, que possuem o objetivo de melhorar a situação social desses cidadãos.

Entre os projetos que utilizam da inscrição no banco de dados para sua participação, estão o Bolsa Família, o programa Minha Casa, Minha Vida, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e, mais recentemente, o auxílio emergencial. Outro ponto importante é que os participantes ainda podem conseguir isenção no pagamento de taxas em processos seletivos e concursos públicos.

Como consultar o CadÚnico?

Realizar a consulta é muito simples e o cidadão pode escolher entre aos seguintes canais de atendimento do governo federal para saber se está inscrito no programa:

  • Site do Ministério da Cidadania;
  • Aplicativo “Meu CadÚnico”;
  • Número de telefone. 

Como saber se estou cadastrado no CadÚnico?

Como já mencionamos, para saber se está inscrito na plataforma do governo, o cidadão pode utilizar algumas das ferramentas abaixo. Basta seguir o passo a passo:

  • Site: acesse o site do Ministério da Cidadania e ao final da página, preencha o formulário com suas informações pessoais, como nome completo, data de nascimento, nome da mãe e estado. Feito isso, selecione a opção “Não sou um robô” e clique em “Emitir”.. 
  • Aplicativo: após baixar o app gratuitamente (disponível nas lojas Google Play e Apple Store), abra-o e clique em “Entrar”. Depois, insira suas informações pessoais básicas, como nome completo, data de nascimento, nome da mãe e estado.
  • Telefone: pode ser feito apenas por meio de um telefone fixo e sem custos pela operação. Ligue para o número 0800 707 2003 de segunda a sexta-feira, das 07h às 19h ou aos finais de semana e feriados nacionais, das 10h às 16h.

Como se cadastrar no CadÚnico?

Quem não está inscrito no CadÚnico pode se inscrever em qualquer Centro de Referência em Assistência Social (Cras) da sua cidade. Nesse caso, o responsável pela família ir até uma unidade com o CPF ou título de eleitor em mãos. Além disso, é preciso apresentar pelo menos um documento com foto de cada membro da família.

Também é recomendado levar comprovante de residência para a realização do cadastro.

Quem pode participar do CadÚnico?

Vale ressaltar que não é todo mundo que pode ser registrado no CadÚnico. Veja quais famílias possuem o direito:

  • Famílias que possuem renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo;
  • Famílias com renda mensal familiar total de até três salários mínimos;
  • Famílias que são compostas por apenas um indivíduo;
  • Famílias que são compostas por pessoas em situação de rua, sejam elas sozinhas ou com mais de um indivíduo.

Ainda é possível que famílias que possuem renda maior utilizem o CadÚnico. Para isso, elas devem estar pleiteando ou estarem vinculadas aos benefícios ou programas que usam o registro como base.

Benefícios do Cadastro

Lembre-se que o Governo Federal possui uma grande quantidade de programas sociais e benefícios para a população e o CadÚnico serve como parâmetro de seleção das pessoas. Saiba quais são os programas que se baseiam no registro:

  • Programa Bolsa Família;
  • Programa Minha Casa, Minha Vida;
  • Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI);
  • Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais;
  • Carta Social;
  • Carteira do Idoso;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • Programa de Cisternas;
  • Telefone Popular;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência.

Documentos necessários

Se você quer fazer parte do CadÚnico, é preciso que alguns documentos sejam reunidos e uma pessoa da família seja responsável por eles. Quem for fazer o registro será considerado como o Responsável pela Unidade Familiar (RF). O RF deve ter no mínimo 16 anos, preferencialmente sendo mulher. 

No local de inscrição, o responsável necessita apresentar os seguintes documentos:

  • CPF ou Título de Eleitor;
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) (opcional e apenas para responsável por família indígena);
  • Para responsáveis por família quilombola ou indígena ainda é possível utilizar documentos de identificação como Certidão de Casamento, RG e Carteira de Trabalho.

Além de o responsável familiar estar presente, é preciso ter os documentos dos familiares. Neste caso, serve certidão de nascimento, certidão de casamento, RG, CPF, Carteira de Trabalho ou Título de Eleitor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *